AS DUAS VERSÕES DE VÍTOR OU VITÓRIA

February 13, 2010

Finalmente pude ver as duas versões anteriores de Vítor ou Vitória / Victor / Victoria, a divertida comédia musical realizada por Blake Edwards em 1982 com Julie Andrews e Robert Preston nos papéis que dão nome ao título do filme.

Uma versão é alemã, Viktor und Viktoria / 1933 (Dir: Reinhold Schunzel) com Renate Müller e Hermann Thimig e outra inglesa, Mulher antes de Tudo / First a Girl / 1935 (Dir: Victor Saville) com Jessie Mathews e Sonnie Hale. Curiosamente Viktor und Viktoria só foi exibido no Sul do Brasil. No resto do país passou a versão francesa, George e Georgette / Georges et Georgette com Meg Lemonnier e Julien Carette substituindo Renate Müller e Hermann Thimig.

Renate Muller

As duas versões são parecidas. Muitas cenas como, por exemplo, a dos gansos no camarim ou aquela em que Vitória vai beber no bar do hotel, são quase idênticas. Em ambas, ao contrário do filme de Blake Edwards, não há alusão ao mundo gay (Víctor, o amiguinho transformista de Victória, é hetero e dá em cima das moças). Tanto uma como a outra apresentam coreografias inspiradas nas criações de Busby Berkeley e canções típicas dos anos trinta.

O filme alemão foi um grande sucesso de bilheteria, mas eu prefiro a produção britânica, mais animada e com melhores números musicais. Logo no início o desfile de modas alternando com a rumba dançada por Jessie e suas colegas funcionárias do atelier de alta costura de Madame Seraphina; o sapateado de Jessie e Sonnie no “Casino des Folies”, a dança de Jessie rodopiando cheia de plumas até ser erguida para o alto de uma imensa gaiola; o número mais influenciado por Berkeley com as coristas vestidas de saiotes e chapéus listrados são os momentos mais eufóricos do espetáculo.

Jessie Matthews

A dupla Renate Muller – Hermann Thimig dançam e cantam satisfatoriamente, porém não têm a alegria contagiante de Jessie Mathews – Sonnie Hale. Fiquei fascinado por Jessie e Sonnie, principalmente Jessie, que eu já conhecia do filme Sempre Viva / Evergreen. Agora ela me impressionou demais. Graciosa e brincalhona (inesquecível a piscadela de olho em close-up para a platéia) com seu corpinho pequenino e rosto de menina travessa Jessie está simplesmente encantadora.

Renate Müller era uma das atrizes mais formosas do cinema alemão do início da década de trinta e chegou a ser apontada como sucessora de Marlene Dietrich, depois que esta partiu para a América. Quando Renate se recusou a participar de filmes de propaganda dos ideais nazistas e a se afastar do seu amante judeu, foi perseguida pela Gestapo e se suicidou aos 31 anos de idade.

4 Responses to “AS DUAS VERSÕES DE VÍTOR OU VITÓRIA”

  1. Sensacional que fontes de informações como este blog existem na net! Congrats! O destino de Viktor un Viktoria lembra um pouco o de 8 1/2 de Fellini, uma vez que ambos geraram bem sucedidos espetáculos na Broadway. Geralmente é o teatro que costuma ser fonte de histórias para o cinema. Legal conhecer a bela alemã Renate Müller, que, aos 31 anos, reza a lenda foi assassinada pela Gestapo, de maneira a parecer suicídio. Triste fim para tão exuberante atriz. Por último, chamo atenção para a segunda versão alemã de Viktor un Viktoria, dirigida em 1957, por Karl Anton. No papel que foi de Müller, Mathews e Andrews está Johanna von Koczian. Nunca vi esta versão, será que é boa?

  2. Obrigado Daniel pelo seu precioso comentário lembrando mais uma versão de Viktor und Viktoria. Não a mencionei, porque não conheço o filme e minha idéia era examinar apenas as duas versões dos anos 30, que eu pude ver. Porém agora acho que deveria ter pelo menos citado o filme de Karl Anton. Espero receber sempre comentários seus corrigindo minhas omissões.

  3. Assisti à segunda versão alemã no início da década de sessenta, ainda adolescente, como segundo filme numa sessão dupla junto com um filme de aventuras.
    Sempre tive curiosidade para saber mais informações sobre o mesmo.
    Obrigado.

  4. Prezado Geraldo. Obrigado pela visita ao meu blog. Infelizmente não vi a versão alemã de Karl Anton de 1957, somente a primeira alemã, a inglesa, e a americana, mais recente. Se não me engano, a versão de 1957 passou aqui no Rio em 1962. O dvd da versão de 1957 está à venda na Amazon de (alemã) bem como o da primeira versão alemã.Um forte abraço.

Leave a Reply