DUZENTOS ARTIGOS SOBRE O CINEMA MUNDIAL CLÁSSICO

August 26, 2016

 

Em 13 de fevereiro de 2010 iniciei este meu blog com a finalidade de divulgar o cinema clássico mundial, abordando assuntos variados de minha predileção ou que nunca haviam sido tratados no Brasil. Acabo de completar meu ducentésimo artigo (contando com as duas, três, quatro ou cinco partes de alguns deles), e tive a satisfação de contar com leitores, que são verdadeiros fãs da sétima arte e muitas vêzes enriquecem os meus textos com seus comentários.

Dou meus parabéns a todos e relaciono em seguida os títulos dos artigos escritos até hoje, para facilitar sua busca por parte de possíveis futuros visitantes admiradores do cinema antigo.

UM CURIOSO MOMENTO NA HISTÓRIA DO CINEMA

JOHN GILBERT REDESCOBERTO

AS DUAS VERSÕES DE VÍTOR OU VITÓRIA

HOMENAGEM A KEVIN BROWNLOW

PARAMOUNT EM PARIS

ADEUS A JEAN SIMMONS

FRANÇOISE E MARTINE

A REFILMAGEM DE MAZURKA

ESPADACHINS DE HOLLYWOOD E SEUS TREINADORES

A ARCA DE NOÉ E DOLORES COSTELLO

ANATAHAN

ALBERTO CAVALCANTI –PERSONALIDADE DO CINEMA MUNDIAL

DOLORES DEL RIO

A ÉPOCA DE OURO DO CINEMA MEXICANO

OS WESTERNS DE ANTHONY MANN

ANITA PAGE

OS SERIADOS DE ANTIGAMENTE

WILLIAM S. HART

BUSTER KEATON

LIDA BAAROVA E JOSEPH GOEBBELS

LOUIS JOUVET

CURTAS METRAGENS NA HOLLYWOOD DOS ANOS 30/40

AS RAINHAS DAS SELVAS

GEORGE FORMBY

HAROLD LLOYD

A ÉPOCA DE OURO DAS REVISTAS DE FÃS AMERICANAS

… E O VENTO LEVOU: O FILME MAIS FAMOSO DE TODOS OS TEMPOS

OS FILMES DE HORROR DE VAL LEWTON

OS HERÓIS FANTASIADOS

OS WESTERNS DE BUDD BOETTTICHER-RANDOLPH SCOTT

NORMA TALMADGE

HARRY BAUR

RAIMU

MELODRAMAS DE ÉPOCA DA GAINSBOROUGH

BUCK JONES

BUSBY BERKELEY

LEMBRANDO GRANDES SERIADOS

A ÉPOCA CLÁSSICA DO DESENHO ANIMADO AMERICANO

AKIRA KUROSAWA

JOHNNY WEISSMULLER – O TARZAN MAIS QUERIDO DO CINEMA

AS SÉRIES POLICIAIS AMERICANAS DOS ANOS 30/40

UMA TRADIÇÃO DE QUALIDADE

MICHAEL POWELL

O GORDO E O MAGRO

MARIO SOLDATI

ERICH VON STROHEIM – GÊNIO MALDITO DO CINEMA

KEN MAYNARD

O CINEMA DE JOSEF VON STERNBERG

CHARLES CHAPLIN GÊNIO UNIVERSAL DO CINEMA

OS CINEJORNAIS AMERICANOS

FERNANDEL

PROCÓPIO FERREIRA NO CINEMA

TOTÓ

ALBERT LEWIN

REX INGRAM

A ÉPOCA DE OURO DO CINEMA PORTUGUÊS

HOOT GIBSON

TRAJETÓRIA DE WALT DISNEY NO DESENHO ANIMADO

O CINEMA DE DAVID LEAN

MESQUITINHA NO CINEMA

MARY PICKFORD

JEAN MARAIS

VICTOR SJÖSTROM NA AMÉRICA

PRIMEIROS ESTÚDIOS AMERICANOS

DOUGLAS FAIRBANKS

ERNST LUBITSCH I, II , III

WESTERN: FANTASIA OU HISTÓRIA?

MICHEL SIMON

LOUISE BROOKS

DESENHOS ANIMADOS DE PROPAGANDA AMERICANOS DURANTE A 2a GUERRA MUNDIAL

OS FILMES MUDOS DE FRITZ LANG

O CICLO EDGAR ALLAN POE DE ROGER COMRAN

HERÓIS DOS QUADRINHOS NOS SERIADOS SONOROS AMERICANOS

MCIHAEL CURTIZ I, II

CONEXÃO VAUDEVILLE-CINEMA I, II, III

DIREÇÃO DE ARTE NO CINEMA CLÁSSICO DE HOLLYWOOD I, II, III

GRANDES COMPOSITORES DO CINEMA CLÁSSICO DE HOLLYWOOD

JEAN GRÉMILLON

PRIMÓRDIOS DO CINEMA BRITÂNICO

OS FILMES DE RAY HARRYHAUSEN

GENE AUTRY

ROY ROGERS

ARTISTAS AMERICANOS NO CINEMA MUDO BRITÂNICO

RAYMOND BERNARD I, II

JAMES CAGNEY I, II

GRANDES COMPOSITORES DE MÚSICA CLÁSSICA NO CINEMA (1930-1960)

OS WESTERNS DE DELMER DAVES

IDA LUPINO I, II

OS PRÓLOGOS NOS CINEMAS AMERICANOS E BRASILEIROS

SERIADOS MUDOS AMERICANOS E EUROPEUS NO BRASIL I, II

FILME DOCUMENTÁRIO AMERICANO 1920-1940

GRANDES DUBLÊS DO CINEMA AMERICANO DE OUTRORA

MOVIMENTO DO FILME DOCUMENTÁRIO BRITÂNICO 1929-1939

JACQUES FEYDER I. II

ESTRELAS DO CINEMA MUDO AMERICANO

OS GRANDES WESTERNS DE JOHN FORD I, II

A VIDA DOS SANTOS NO CINEMA

HAL ROACH

FILME NOIR I, II, II, IV, V

DIRETORES DE FOTOGRAFIA DO FILME NOIR

SESSÕES PASSATEMPO NO RIO DE JANEIRO NOS ANOS 40 / 50

ESCAPISMO EM GLORIOSO TECHNICOLOR

HENRI-GEORGES CLOUZOT

GILBERTO SOUTO ENTRE ASTROS E ESTRELAS

OS MELHORES WESTERNS DE JOHN STURGES

JAIME COSTA NO CINEMA

ESTRELAS DO CINEMA ALEMÃO DE WEIMAR AO TERCEIRO REICH

ESTÚDIOS BRITÂNICOS I, II, III, IV

PIERRE FRESNAY

LEOPOLDO FROÉS NO CINEMA

OS WESTERNS DE ANDRE DE TOTH

FILMES BÍBLICOS NO CINEMA MUDO AMERICANO

O CINEMA FRANCÊS DURANTE A OCUPAÇÃO I, II

CANTORAS DE ÓPERA NO CINEMA AMERICANO I, II

AS BIOGRAFIAS HISTÓRICAS DE GEORGE ARLISS

HOLLYWOOD NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL I, II, II, IV

BEATRIZ COSTA

OS WESTERNS DE RAOUL WALSH

RONALD COLMAN I, II

ANTONIO SILVA

JOSEFF, JOALHEIRO DE HOLLYWOOD

EMIL JANNINGS

TRIBUTO A JULIEN DUVIVIER

CONEXÃO TEATRO-CINEMA I, II

CEICL B. DEMILLE NO CINEMA MUDO

PAUL MUNI

O BOXE NO CINEMA AMERICANO 1930-1960

O FILME PARA A FAMÍLIA NO CINEMA AMERICANO 1930-1960

PAUL FEJOS: CINEASTA E CIENTISTA

PINTANDO COM A LUZ – JOHN ALTON

CINEMA MEXICANO NO BRASIL – PELMEX I, II, III

CLARENCE BROWN I, II

ANIMAIS NO CINEMA AMERICANO CLÁSSICO

POPEYE NO FLEISCHER STUDIO

AS BIG BANDS NO CINEMA DE HOLLYWOOD

TRIBUTO A MARCEL CARNÉ

CINEMA EM CASA

BETTE DAVIS I, II, III

 

 

 

 

 

 

 

 

 

6 Responses to “DUZENTOS ARTIGOS SOBRE O CINEMA MUNDIAL CLÁSSICO”

  1. Professor, o senhor é um exemplo para mim a ser seguido desde os aureos tempos da Cinemin. Que esses duzentos sejam tranformados em duzentos mil. Muito obrigado pelo incentivo.
    Adilson

  2. Olá Adilson.Eu é que agradeço o incentivo dos meus leitores e conto com estudiosos do cinema como você para que o grande cinema do passado continue sendo reverenciado.

  3. Parabéns pela marca dos duzentos artigos e muito obrigado pelo diligente e incansável trabalho em prol da cultura cinematográfica. Como somos afortunados, nós, seus incontáveis leitores!

  4. Obrigado, Sergio, por sua gentileza. Aguardo ansiosamente a publicação de seu Dicionário de Diretores, com verbetes e filmografia completa com os títulos originais e em e português sobre mais de mil cineastas desde as primeiras décadas do cinema americano até o fim do Sistema de Estúdio e 500 fotos raras, obra obrigatória em todas as bibliotecas do mundo, um trabalho admirável que só mesmo você seria capaz de empreender.E já sei que virá depois um dicionário sobre os diretores europeus. Conte com o meu modesto blog para divulgá-los, quando forem lançados.Um forte abraço, para você aí em Zurique.

  5. Obrigado por estes fantásticos rextos e pesquisa sobre cinema…é minha área e estou vislumbrando como deve ter sido os tempos àureos.

  6. Obigado professor.

Leave a Reply